quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Caninos – Antologia do Vampiro Literário

Caninos – Antologia do Vampiro Literário


É editada pela primeira vez no Brasil uma grande antologia sobre o vampiro na literatura ocidental. Essa figura, que surge em textos do séc. XVIII, vai se fixando até virar um verdadeiro mito ao longo do séc XIX. O vampiro de nossos dias foi todo ele moldado nesse período. Diversos dos grandes escritores que crivaram suas penas sobre o assunto estão reunidos em 528 páginas com contos, poemas e trechos de dissertações, teatro e romance nesta edição da Berlendis & Vertecchia Editores.

O vampiro literário vai muito além da literatura de terror e consagrou-se ao passar pelas mãos de autores como Dom Calmet, Goethe, Coleridge, Lord Byron, Hoffmann, Gógol, Baudelaire, Bram Stoker e muitos outros notórios escritores da cultura universal. O livro traz, ao lado dos principais textos desse cânone, outros não menos representativos, porém praticamente desconhecidos, não apenas no Brasil, mas também mundo afora. Exemplo disso são os contos de E. T. A. Hoffmann, de Ernst Raupach, de Leopold von Sacher-Masoch e de Luigi Capuana; os significativos excertos da pesquisa de dom Calmet, da prosa poética de Prosper Meerimée e da peça de Charles Nodier, que catapultou o vampiro como um ícone insubstituível da cultura de massas – todos eles inéditos no Brasil.


 A leitura possibilita muito mais do que uma visão panorâmica, ao explorar as proximidades temáticas e a formação de um repertório de lugares-comuns, mas também a enorme diversidade de tratamentos estilísticos e de gêneros literários (dissertação, poesia, teatro, conto, romance etc.) O organizador da obra, Bruno Berlendis de Carvalho, acredita que este estudo será um objeto indispensável nas prateleiras dos aficionados e curiosos, além das bibliotecas, como conta:


“A antologia é formada de amostras: textos que considero seminais para a difusão, o desenvolvimento e a consolidação da figura do vampiro nos círculos literários e artísticos ocidentais. Não por coincidência, muitos de seus autores gozam de razoável a grande notoriedade. Procurei realçar alguns aspectos que perpassam as obras escolhidas em pequenos textos de apresentação a elas. O objetivo dessas considerações não é, de maneira alguma, direcionar o olhar do leitor ou “explicar-lhe” o porquê da obra e seu valor; mas apenas discorrer, um tanto livremente, a respeito de algumas características que parecem ligar uma obra à outra, ou mesmo diferenciá-las. De todo modo, trata-se de uma aproximação que torna essas obras enquanto interlocutoras, ou seja, enquanto pertencentes a um mesmo ambiente de repercussões”.


As traduções seguem a linha de qualidade dos textos escolhidos e foram encomendadas para profissionais de excelência, como o poeta Ferreira Gullar, Leonardo Fróes, Ivo Barroso, Erick Ramalho (Prêmio Fundação Biblioteca Nacional – Melhor tradução de Poesia de 2009) e outros. Todas as traduções são inéditas e vertidas diretamente dos idiomas originais.


Cada texto selecionado é introduzido por uma apresentação simples e objetiva, que remete à biografia de seu autor e o insere em seu contexto de origem. O volume conta ainda com introdução histórica; mapa para localização das regiões citadas; posfacio que explora em profundidade as principais questões envolvidas nesse tipo de literatura, assim como suas possíveis origens folclóricas; bibliografia atualizada e ainda um precioso índice temático remissivo.


Autores selecionados:
Dom Augustin Calmet, Ossenfelder, Bürger, Goethe, Coleridge, Lord Byron, John William Polidori, Charles Nodier, E. T. A. Hoffmann, Ernst Raupach, Mérimée, Gógol, Gautier, James Malcolm Rymer, Heinrich Heine, anônimo, Baudelaire, Joseph Sheridan Le Fanu, Leopold von Sacher-Mascoh, Guy de Maupassant, Bram Stoker e Luigi Capuana.


Fontes para entrevistas:
Bruno Berlendis organizador coleção e editor: editora@berlendis.com ou 11 3085-9583


Dados Técnicos:
Caninos - Antologia do vampiro literário
 Vários autores
Organização de  Bruno Berlendis
ISBN: 978.85.7723-028-0
528 páginas
16 x 23 cm
Capa em papel especial

Valor:R$72,00

Berlendis Editores Ltda.
editora@berlendis.com
Tel: 11 3085-9583
Fax:11 3085-2344


Nicolau Kietzmann
Assessoria de imprensa
nicolau@dgnk.com.br
11-8273-6669
11-3070-3336
skype:nkp161
www.dgnk.com.br
www.tocadobuck.blogspot.com

Capa de Caninos – Antologia do Vampiro Literário

Clique na imagem para baixar em alta

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Livro: Paraíba do Sul – História de um Rio Sobrevivente - Valdemir Cunha/Luís Patriani


Paraíba do Sul – História de um Rio Sobrevivente

Clique na imagem para baixar em alta
O livro traz uma grande reportagem realizada por uma experiente dupla de jornalistas, o fotógrafo Valdemir Cunha e o repórter Luís Patriani. Juntos, percorreram o Rio Paraíba do Sul em toda a sua extensão registrando os diversos ambientes culturais e históricos, a diversidade geográfica e as principais questões ambientais que protagonizam o trajeto do rio. Uma região de grande riqueza histórica e de peso econômico, o eixo Rio-São Paulo foi palco de incursões dos Bandeirantes, do caminho do ouro de Minas Gerais, da lavoura da cana-de-açúcar e do café, da mineração e da crescente industrialização que permanece até hoje.
Todos esses aspectos são explorados no percurso da nascente à foz do rio e ao longo de todo o vale. Nesse trabalho, algumas revelações são consolidadas com precisão - as questões ambientais trazidas pela ocupação urbana e industrialização do vale e os personagens e fatos determinantes de uma cultura permanente. As obras complexas que transformaram a fisionomia da região e, acima de tudo, do Rio Paraíba, que resiste a todo tipo de percalço.
O livro apresenta um mapa para o leitor acompanhar o trajeto do rio que nasce em São Paulo e desemboca no Atlântico, ao norte do Rio de Janeiro como conta o Luis “Antes da viagem, tentamos buscar referências para nos pautar e encontramos pouco material sobre essa região tão rica. Um espaço aberto principalmente para a cultura popular. Descobri que o Paraíba é, ao longo de sua extensão, um provedor histórico de água, abastecendo um conjunto de cidades cuja soma total da população chega a 9 milhões de pessoas. Além disso, atravessa uma região com tradições enraizadas desde os seus primeiros moradores e produziu assim uma identidade orgulhosamente sustentada pela população da região”.
Para o fotógrafo Valdeir Cunha a beleza da região impressiona por sua pluralidade de paisagens naturais, arquitetura, história e das figuras humanas, o que rendeu belas imagens e o livro vem cautelar a lacuna da falta de registro da região. Curiosamente Luis e Valdemir estiveram em São Luis do Paraitinga uma semana antes da tragédia que destruiu grande parte da parte histórica da cidade:
 “Eu estava registrando as atividades de rafting e fiz as fotos da cidade. Depois acompanhamos tudo pela televisão, as imagens eram impressionantes. Nós também sofremos no deslocamento pela região devido às estradas interditadas pela queda de barreiras e deslizamento de terra provocados pela chuva”, conta Valdemir.
Ambientalismo
O livro ao mesmo tempo tem a missão de registrar as mudanças causadas pelo desenvolvimento populacional e industrial no entorno do Rio Paraíba do Sul.  Em seu trajeto, ocorre a maior transposição do Brasil — a do Rio Gandu, que desloca três quartos do seu volume de água para abastecer o município do Rio de Janeiro e no Paraíba do Sul ainda se forma a segunda maior lagoa natural de água doce do Brasil, com 370 km2.   Além de desembocar no mar formando um delta, fenômeno geográfico que ocorre, em território brasileiro, somente com outro rio famoso, o Parnaíba, entre o Maranhão e o Piauí.
As histórias passam por desastres ambientais, pela transformação da vida daqueles que dependem da pesca  e pelo impacto que a Via Dutra provocou  na paisagem da região:
“Umas das partes mais bonitas é a foz do Rio Paraíba do Sul, quando entra em contato com o mar. Mas é visível o que transformação humana faz: o mar está invadindo a Vila Atafona” afirma Valdemir. Após 1200 km de percurso, as águas vêm perdendo o fôlego de vazão por inúmeras transposições, barragens e assoreamentos, permitindo assim que o mar avance sobre a linha original da costa. Luis completa: “Esse trabalho mostra que é necessário um cuidado com a preservação, pois nem todos os danos são reversíveis”.
Patrocínio: MAN – Volkswagen Caminhões e Ônibus e apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Luís Patriani - (11) 9810-0795  luis_gervino1@hotmail.com
Clique na imagem para baixar em alta
 
Pratica o jornalismo de viagens e meio ambiente no melhor estilo de reportagens presenciais desde 2006. Colaborador de várias revistas do setor é um investigador dedicado, que não mede esforços para vencer os desafios da informação – como voar de balão ou se embrenhar nos lugares mais remotos do país. Já trabalhou ou colaborou nas revistas: Terra, Próxima Viagem, Trip, Veja São Paulo, Lonely Planet, Mitsubishi, Revista da Gol, entre outras.
 
Valdemir Cunha - 11 3645-0301 valdemircunha@editoraorigem.com.br
Clique na imagem para baixar em alta
 
Começou na fotografia em 1986, tendo passado pela Folha de S. Paulo, Folha da Tarde (atual Agora) e Diário do Grande ABC. Colaborou para a revista Caminhos da Terra (Abril) e trabalhou durante seis anos na Editora Abril, como editor de fotografia da Terra e Viagem & Turismo. Viajou por mais de 80 países captando imagens para diversos títulos da editora. Conquistou várias premiações de fotografia, entre elas três prêmios Abril. De 2001 a 2009 foi editor executivo na Editora Peixes e hoje mantém trabalhos fotográficos no site: www.valdemircunha.com.br

Autores: Luís Patriani (texto), Valdemir Cunha (fotografia / Ilustrações).
Assunto: Meio Ambiente, Comunicação, Fotografia.
Preço: R$ 89,00

FICHA TÉCNICA
ISBN: 978-85-88031-28-9
Paraíba do Sul: história de um rio sobrevivente.
Idioma: Português
Formato: 23 x 30 cm - 2010 – 132 páginas.
82 Fotografias e Ilustrações



Nicolau Kietzmann Goldemberg
DGNK Assessoria de imprensa
nicolau@dgnk.com.br
113070-3336
11-8273-6669
skype:nkp161

Imagens Paraíba do Sul História de um Rio Sobrevivente

Clique nas imagens para baixar em alta.
A assessoria disponibiliza as imagens em tamanho maior.
Créditos: Waldemir da Cunha